Engenharia Elétrica Paulista

Subestações:

Subestações são a parte mais crítica de qualquer rede elétrica. Os cuidados com as subestações são uma das partes mais importantes do cronograma de manutenção preventiva de qualquer departamento elétrico.

A manutenção da subestação é um processo de inspeção periódica e planejada e, se necessário, reparo e substituição de todos os equipamentos de manobra e equipamentos auxiliares nas instalações da subestação.

Em termos simples, a manutenção da subestação é um regime de verificações preventivas regulares e ações realizadas para garantir que as subestações sejam mantidas em boas condições de funcionamento.

A Engelpa atua na instalação, manutenção corretiva e preventiva de subestações de energia. Realizamos coleta para testes de óleo isolante em transformadores, substituição de chaves seccionadoras, disjuntores de média tensão e fusíveis, além de limpeza e conservação em geral da cabine primária.

Manutenção preventiva e corretiva:

manutenção preventiva é toda intervenção previamente planejada em um equipamento ou instalação com a finalidade de reduzir a probabilidade de falhas. Através de inspeções periódicas é possível manter um equipamento em condições satisfatórias de operação, impedindo a ocorrência de paradas inesperadas.

As atividades de inspeção e a realização de ensaios possibilitam verificar a real condição do equipamento e permitem identificar com antecedência os indícios iniciais de uma possível falha. Como atividades realizadas podemos citar: ensaios, ajustes e testes de rotina, limpeza geral, lubrificação, inspeções, coleta de dados, pintura, reconstituição de partes, substituição de peças ou componentes desgastados, adaptação de componentes, entre outras.

Como a manutenção preventiva é realizada antes da falha, ela permite um controle maior da situação, evitando imprevistos e permitindo um planejamento mais preciso de operação. Nossa recomendação é que a manutenção preventiva de uma subestação seja realizada anualmente, sendo que esse período pode variar de acordo com a utilização e as condições ambientais locais.

 

A importancia da manutenção preventiva:

Com o mercado cada vez mais competitivo, a busca pela excelência e qualidade é fundamental para o sucesso de uma empresa. Paradas e falhas inesperadas caminham no sentido oposto a essa filosofia, já que tem um grande impacto na produção e no lucro da empresa. A manutenção preventiva é um método adotado em todos os setores industriais e mostra resultados satisfatórios na melhoria dos índices de produção. A manutenção preventiva traz os seguintes benefícios:

  • Garantir a integridade física dos funcionários: falhas muitas vezes podem ocasionar em acidentes de trabalho. A manutenção preventiva reduz o número de acidentes e pode colaborar para a melhoria do programas de segurança da empresa;
  • Aumento da vida útil do equipamento: quando um componente apresenta algum defeito, ele sobrecarrega o restante do equipamento, podendo levar a uma falha total. Detectar previamente um defeito em sua fase inicial, permite corrigi-lo antes que ele se espalhe, elevando consideravelmente a sua vida útil;
  • Redução de paradas não programadas: na ocorrência da falha de um equipamento, a produção é submetida a uma parada não planejada. Nesses casos, as perdas vão muito além do que os gastos com os reparos, já que o tempo de interrupção de um equipamento leva a perda de produção e, consequentemente, a redução dos índices de qualidade e eficiência da empresa, atrasos em entregas, insatisfação do cliente e redução dos lucros;
  • Redução de custos com manutenção: como a manutenção preventiva é uma intervenção programada, seu impacto e custo é muito inferior. Devido a periodicidade das inspeções, é possível estabelecer um período ótimo entre elas, tornando mais simples a gestão da manutenção, do estoque de sobressalente e de funcionários.

Descritivo do serviço de manutenção preventiva em subestações:

Como as subestações são o ponto principal da alimentação elétrica de uma instalação, é indispensável garantir que todos os seus equipamentos estejam em condições de funcionamento satisfatórias, reduzindo a probabilidade de falhas. A manutenção preventiva é uma atividade chave para garantir essa condição. Em geral é feita a limpeza dos equipamento juntamente com uma inspeção visual, buscando identificar sinais de desgaste, oxidação, acumulo de poeira e umidade. Também precisam ser verificadas as condições do aterramento dos equipamento e da conexões elétricas, sendo feito o reaperto de todas elas. Os seguintes itens e equipamentos são inspecionados durante a manutenção preventiva de uma subestação elétrica:

  • Linhas, isoladores, fusíveis e chaves externas;
  • Condutores elétricos;
  • Para-raios;
  • Chaves seccionadoras tripolares de média tensão;
  • Disjuntores tripolares de média tensão;
  • Relés de proteção;
  • Transformadores de corrente de média tensão;
  • Transformadores de potencial de média tensão;
  • Transformadores de serviços auxiliares;
  • Transformadores de distribuição a óleo;
  • Transformadores de distribuição a seco;
  • Painéis e quadros elétricos de baixa tensão;
  • Disjuntores em caixa moldada de baixa tensão;
  • Disjuntores abertos de baixa tensão;
  • Placas de advertência;
  • Tapetes isolantes;
  • Luvas de média tensão.

ENTRAR EM CONTATO